quarta-feira, 24 de maio de 2017

Pelos, tufos, poeira e cabelos



Arrumei a cama como se organizasse os pensamentos dentro de mim.
Troquei os lençóis e fronhas jogando pra lavar o velho de semana passada, retrasada, atrasada.

Admirei meu lençol de baixo rasgado pela gata que gosta de sapatear de madrugada, 
contornei com os dedos a dobra imperfeita do lençol xadrez.

Afofei os travesseiros como se afagasse minha alma ansiosa.

Posicionei o edredom dobrado nos pés da cama... A gata gosta de deitar ali, e não está tão frio ainda assim para eu dormir sempre com ele.

Contemplei meu quarto, um pouco de pó na cômoda de vidro e na "pratilera" das revistas em quadrinhos e livros de ficção.

Gosto de ficção, leva a gente pra um lugar longe daqui.

Tem uns pelos e cabelos rolando em tufos pelo chão na casa toda, mas especial no quarto eles insistem em ficar depositados.

Parece que não adianta tentar tirar, quanto mais varrer, mais aparece.

Não descobri bem como lidar com eles. As vezes eu tiro, as vezes deixo acumular, outras só deixo de lado. Mas eles estão lá. Não sempre nos mesmos lugares, nem na mesma quantidade, mas lá.

Tem até vezes que os ventos, clima, temperatura e pressão atmosférica mudam...E com eles mudam os tufos também. Alguns somem, outros só trocam de lugar.

Eu gosto quando isso acontece. 

É sempre um desafio limpar um lugar novo, descobrir aonde as bolas de pelo vão se acumular, 
usar o outro lado da vassoura.

Ta tudo um pouco bagunçado aqui em casa....Mas ta lindo...Ta indo...Assim espero...Que assim seja.



Nenhum comentário: