segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Hoje

Hoje o azul escurece até sumir 
E o rosa desbota
Até o infinito que não esxiste mais
Que encontrou seu fim
Hoje sou só tristeza
Em meus olhos restam apenas lagrimas
De um mundo que não existe mais

A essa altura é difícil evitar
A chuva vai caindo
Eu deixo ela me molhar
Um leve toque um duro adeus
A falta do seu peito junto ao meu
  
Hoje me sinto quem sabe um pouco mais feliz
As vezes dói um pouco
Mas que sabe você me diz
Vem pra minha casa
Porque é você que me faz feliz

Rafael Ilhescas e Gustavo S. Santos
agosto de 2004

Nenhum comentário: