quinta-feira, 4 de agosto de 2011

O legado de uma Tampa

Alguém já se perguntou as utílidades de uma tampa?
Pode ser qualquer tampa, refri, Nescafé, margarina, de ferro de plastico ou papel, qualquer peça que
seja capaz de tampar um recipiente.

Quando eu era apenas um pequeno aglomerado de barriga e cabelos cacheados, eu costumava, todas as vezes que ia visitar minha avó, tomar banho de banheira. Ela tinha uma banheira de mármore branco, que para mim parecia uma piscina aonde eu mergulhava nos 20cm de água morna depositados no fundo claro do mármore sem fim de minha infância. O caso aqui era que minha avó tinha uma sacola de brinquedos que ela jogava na água para deixar o banho mais divertido. Entre todos patinhos e bichinhos de borracha o brinquedo que eu mais gostava era um Super Herói vermelho composto por apenas uma tampa de Nescafé. Minha imaginação era capaz de enxergar uma capa brilhante e poderes em uma super tampa de café solúvel que acabava com os malvados bichinhos de vinil.

Anos depois, a tampa perdeu os poderes e arranjou um emprego de guardião de um pote transparente que era usado para proteger balas de goma das formigas em cima da geladeira. Um emprego digno de um antigo Super Herói, que mantem intacta a integridade dos doces.

Posso citar outros exemplos, mas acho que não é necessário, afinal, todo mundo que já foi criança jogou "tampim cross" na areia de uma pracinha e usou uma tampa de margarina presa na roda da bicicleta para fazer barulho.

Deixo as tampinhas, tampas e tampões por aqui, na esperança que as próximas crianças consigam ver além de seus monitores e continuem o legado reciclável da criatividade.

Um comentário:

Jeanck disse...

Minha vó tinha um bule cuja tampa virou nave espacial na minha mão...

As canetas do estojo eram minha Space Fleet...

Tampas de caneta de bic rendiam ótimos submarinos...



Criatividade e imaginação > Comandos em Ação...