segunda-feira, 25 de julho de 2011

Concluindo sem conclusão

Dia 20 foi meu aniversário, 28 primaveras.
Aniversário é uma data curiosa, assim como no ano novo, paramos para avaliar a vida.
Para rever o que foi visto, lembrar de momentos, fatos, perspectivas, atitudes, brigas, alegrias
risadas, sorrisos, tristezas, mágoas, cascas, novidades, cheiros, gostos, amigos, conhecidos, familiares etc, etc, etc.

No meu caso, este é um processo lento, que não aconteceu no dia 20, afinal, foi um dia um tanto quanto eufórico....

-----------------------------------------------pausa dramática -----------------------------------------

 Dizem que um mês antes do aniversário e o nosso inferno astral, aonde algo problemático assola nosso ser. Acho que esse ano o processo se inverteu, desde meu aniversário ando muito louco. Vou exemplificar da forma mais prática que eu consigo para que vocês, caros leitores entendam.

Já nem sei porque diabos estou escrevendo sobre isso!!! Só sei que queria escrever, assim, sem noção, sem pé nem cabeça e sem conclusão.

Vou acabando por aqui, deixando tudo no ar para que o vento leve para algum lugar.

Nenhum comentário: