terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Memórias de uma 50mm dia 50

Memórias de uma 50mm - final
(50º 24/12/2011 - 23:17)


Última foto, final do ano, encerrando o projeto! Espero que todos tenham tido um bom ano
que ano que vem traga ainda mais projetos!! 

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Balões 2012



Minhas emoções eu levo como uma criança carrega balões
Flutuando sobre meu ser vislumbrando o infinito do céu
Esperando o vento certo para soltar a corda e voar por ai

Feliz 2012, que novos ventos levem longe nossos balões.



terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Os causo das escritura

Pois não sei se já lhes contei os causo das Escritura Sagrada. Se não lhes contei, lhes conto agora. A história essa é meio comprida, mas vale a pena contá por causa dos revertério. De Adão e Eva acho que não é perciso contá os causo, porque todo mundo sabe que os dois foram corrido do Paraíso por tomá banho pelado numa sanga. Naqueles tempo, esse mundaréu todo era um pasto só sem dono, onde não tinha nem dele nem meu.

O primeiro índio a botá cerca de arame farpado foi um tal de Abel. Mas nem chegou a estendê o primêro fio porque levou um pontaço nos peito do irmão dele, um tal de Caim, que tava meio desconforme com a divisão. O Caim, entonces, ameaçado de processo feio, se bandeou pro Uruguay. Deixou o filho dele, um tal de Noé, tomando conta da estância. A estância essa ficava nas barranca de uma corredêra e o Noé, uns ano despois, pegou uma enchente muito feia pela frente. Côsa muito séria...

Caiu água uma barbaridade! Caiu tanta água que tinha até índio pescando jundiá em cima de cerro. O Noé entonces botou as criação em cima de uma balsa e se largou nas correnteza, o índio velho. A enchente era tão braba que quando o Noé se deu conta a balsa tava atolada num banhado chamado Delúvio. Foi aí que um tal de Moisés varou aquela água toda com vinte junta de boi e tirou a balsa do atolêro.

Bueno, aí com aquele desporpósito, as família ficaram amiga. A filha mais velha do Noé se casou-se com o filho mais novo do Moisés e os dois foram morá numa estância muito linda, chamada estância da Babilônica.

Bueno, tavam as família ali, tomando mate no galpão, quando se chegou um correntino chamado Golias, com mais uns trinta castelhano do lado dele. Abriram a cordeona e quiseram obrigá as prenda a dançá uma milonga. Foi quando os velho, que eram de muito respeito, se queimaram e deu -se o entrevêro. Peleia braba, seu. O correntino Golias, na voz de vamos, já se foi e degolou de um talho só o Noé e o velho Moisés. E já tava largando planchaço em cima do mulherio quando um piazito carretêro, de seus dez ano e pico, chamado Davi, largou um bodocaço no meio da testa do infeliz que não teve nem graça. Foi me acudam e tou morto. Aí a indiada toda se animou e degolaram os castelhano. Dois que tinham desrespeitado as prenda foram degolado com o lado cego do facão. Foi uma sangüêra danada. Tanto que até hoje aquele capão é chamado de Mar Vermelho.

Mas entonces foi nomeado delegado um tal de major Salomão. Homem de cabelo nas venta, o major Salomão. Nem les conto! Um dia o índio tava sesteando quando duas velha se baterem em cima dum guri de seus seis ano que tava vendendo pastel. O major Salomão, muito chegado ao piazito, passou a mão no facão e de um talho só cortou as velha em dois. Esse é o muito falado causo do Perjuízo de Salomão que contam por aí.

Mas, por essas estimativas, o major Salomão, o que tinha de brabo tinha de mulherengo. Eta índio bueno, seu. Onde boleava a perna, já deixava filho feito. E como vivia boleando a perna, teve filho que Deus nos livre. E tudo com a cara dele, que era pra não havê discordânça. Só que quando Deus Nosso Senhor quer, até égua véia nega estribo.

Logo a filha das predileção do major Salomão, a tal de Maria Madalena, fugiu da estância e foi sê china de bolicho. Uma vergonhêra pra família! Mas ela puxou a mãe, que era uma paraguaia meio gaudéria que nunca tomô jeito na vida. O pobre do major Salomão se matou-se de sentimento, com uma pistola Eclesiaste de dois cano.

Mas, vejam como é a vida. Pois essa mesma Maria Madalena se casou-se três ano despois com um tal de coronel Ponciano Pilatos. Foi ele que tirou ela da vida. Eu conheço uns três causo do mesmo feitio e nem um deles deu certo. Como dizia muito bem o finado meu pai, mulher quando toma mate em muita bomba, nunca mais se acostuma com uma só.

Mas nesses contraproducente, até que houve uma contrapartida. O coronel Ponciano Pilatos e a Maria Madalena tiveram doze filho, os tal de apósto, que são muito conhecido pelas caridade que fizeram. Foi até na casa deles que Jesus Cristo churrasqueou com a cunhada de Maria Madalena, que despois foi santa muito afamada. A tal de Santa Ceia.

Pois era uns tempo muito mal definido. Andava uma seca braba pelos campo. São José e a Virge Maria tinham perdido todo o gado e só tavam com uma mula branca no potrêro, chamada Samaritana. Um rico animal, criado em casa, que só faltava falá. Pois tiveram que se desfazê do pobre.

E como as desgraça quando vem, já vem de braço dado, foi bem aí que estouraram as revolução. Os maragato, chefiado por uma tal de coronel Jordão acamparam na entrada da Vila. Só não entraram porque tava lá um destacamento comandado pelo tenente Lázo, aquele mesmo que por duas vez foi dado por morto.Mas aí um cabo dos provisório, um tal de cabo Judas, se passou-se pro maragato e já se veio uns tal de Romano, que tavam umas várzea e ocuparam a Vila.

Nosso Senhor foi preso pra ser degolado por um preto muito forte e muito feio chamado Calvário. Pois vejam como é a vida. Esse mesmo preto Calvário, degolador muito tal afamado, era filho da velha Palestina, que tinha sido cozinhêra da Virge Maria. Degolador é como cobra, desde pequeno já nasce ingrato. Mas entonces botaram Nosso Senhor na cadeia, junto com dois abigeatário um tal de João Batista e o primo dele, Heródio dos Reis. Os dois tinham peleado por causo de uma baiana chamada Salomé e no entrevero balearam dois padre, monsenhor Caifás e o cônego Atanásio.

Mas aí veio uma força da Brigada, comandada pelo coronel Jesus Além que era meio parente do homem por parte de mãe e com ele veio mais três corpo de provisório e se pegaram com os maragato. Foi a peleia mais feia que se tem conhecimento. Foi quarenta dia e quarenta noite de bala e bala. Morreu três santo na luta: São Lucas, São João e São Marco. São Mateus ficou três mês morre não morre, mas teve umas atenuante a favor e salvou-se, o índio...

Nosso Senhor pegou três balaço, um em cada mão e um que varou os pé de lado a lado. Ainda levou mais um pontaço do mais velho dos Romano, o César Romano na altura das costela. Ferimento muito feio que Nosso Senhor curou tomando vinagre na sexta-feira da paixão...

Mas aí, Nosso Senhor se desiludiu-se dos home, subiu na Cruz, disse adeus pros amigo e se mandou-se de volta pro Céu. Mas deixou os dez mandamento, que são cinco e que se pode muito bem acolherá em dois:
1º - Não se mata home pelas costa,
2º - Nem se cobiça mulher dos ôtro pela frente.

Leia mais em:
Bíblia Gaudéria - Metamorfose Digital http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=1665#ixzz1h6dRcDmw

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Desabafo

Existe uma fase da adolescência em que aparecem dores inexplicáveis pelo corpo. Quando vamos ao médico ver o problema, a resposta é simples, dor de crescimento. Afinal, quando o corpo resolve sair do conforto e se espichar, só pode doer mesmo.

O que o médico não nos diz é que a maldita dor vai nos acompanhar a vida toda. Toda vez que resolvermos crescer e, fizermos força para isso, vai doer. Toda vez que resolvermos deixar o velho corpo e os velhos hábitos para buscar um degrau a mais a maldita dor do crescimento vai aparecer.

Mas nem só de sofrimento é feito este texto. Vejamos o lado positivo de toda a história. Enquanto adolescentes em fase de crescimento, passamos pela fase desengonçada, troca de voz, uns emagrecem outros engordam mas no final nosso verdadeiro eu é revelado. 

Assim como se da este crescimento, os outros também terão o mesmo resultado, pelo menos assim espero. É dolorido e brigado mudar de rotina e encarar o mundo, fazer força pra manter a cabeça erguida e o semblante forte, mas toda força será recompensada.


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Memórias de uma 50mm dia 49

Memórias de uma 50mm - preta 
(49º 23/11/2011 - 17:41)


quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Meu Mundo

O sol entra pela janela

Iluminando a prateleira de brinquedos e

Mostrando o mundo como ele é

Olhem para aquela criança

É tão bom brincar de correr

Fantasia inocência vamos voar


De um jeito ou de outro vamos crescer

A esse mundo pertencer

Mas pai mãe me perdoem

A minha infância vai permanecer


Pra cultivar cristalina a alma

Devemos lavar as mãos

Escovar os dentes

E sair para passear no jardim da Terra do Nunca


De um jeito ou de outro vamos crescer

A esse mundo pertencer

Mas pai mãe me perdoem

A minha infância vai permanecer


Deuses heróis cavaleiros

Guiam meus passos na escuridão

Não vivo neste devaneio

Vou cultivar a criação


Música sem arranjo escrita em 2007
Rafael Ilhescas

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Exercício para criatividade escondida

De novo eu me encontro na frente do monitor sem nada muito claro para escrever. Bebo café, penso um pouco, escrevo algumas palavras e...café de novo.

Na verdade, todos os outros textos começaram com a mesma frase a cima. O próximo passo é tentar justificar a falta de assunto, a justificativa vira o assunto, eu apago a frase de cima e voa lá! Porém, hoje eu não vou apagar, deixarei o texto como exercício para quem quiser fazer uso, se é que vai sair algo que preste.

Esta acabando o ano. Um ano que foi, relativamente, bom para o trabalho. Vim embalado de um setembro bombástico para atolar até a canela no denso molho parado de outubro, que se foi sem nem fazer uma marolinha de trabalho. Novembro começou e eu me sinto como se estivesse mergulhado em uma piscina de gelatina dietética de maracujá, sem açúcar e calma. Devo confessar que isso me desanima.

A maldita gelatina entra pelas orelhas e coloca minha criatividade e meu ânimo sob escolta, presa em um grande cubo flácido de gosma amarela.

Mas ok, aqui estou, na frente de mais um texto e uma xícara de café tentando fazer as sinapses derreterem o mostro gelatinoso que aprisiona minha mente.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Magiquera e emaranhado - Protectors


Video em parceria com outro blog que participo - www.magiquera.blogspot.com

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O pouco de música que resta em meu ser


Eu e meu irmão tocando Yoko do Cidadão Quem. Um dia nos fomos bons e tivemos uma banda...

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Memórias de uma 50mm dia 48


Memórias de uma 50mm - Caçador de ventania
(48º 23/10/2011 - 22:34)


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Memórias de uma 50mm dia 47


Memórias de uma 50mm - Batatas sob pressão
(47º 21/10/2011 - 16:00)


sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Uma dos mais belos pedidos de casamento



Vi este video no blog do perdigadas. Gostei tanto que estou divulgando aqui no Emaranhado!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Hoje

Hoje o azul escurece até sumir 
E o rosa desbota
Até o infinito que não esxiste mais
Que encontrou seu fim
Hoje sou só tristeza
Em meus olhos restam apenas lagrimas
De um mundo que não existe mais

A essa altura é difícil evitar
A chuva vai caindo
Eu deixo ela me molhar
Um leve toque um duro adeus
A falta do seu peito junto ao meu
  
Hoje me sinto quem sabe um pouco mais feliz
As vezes dói um pouco
Mas que sabe você me diz
Vem pra minha casa
Porque é você que me faz feliz

Rafael Ilhescas e Gustavo S. Santos
agosto de 2004

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

As músicas mais apaixonadas 8



O Anjo mais Velho - Teatro mágico

Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minha alma daquilo que outrora eu deixei de acreditar

Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar

Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim

E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só

Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..

Enquanto houver você do outro lado
Aqui do outro eu consigo me orientar
A cena repete a cena se inverte
Enchendo a minha alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar

Tua palavra, tua história
Tua verdade fazendo escola
E tua ausência fazendo silêncio em todo lugar

Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só

Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..

Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só

Só enquanto eu respirar
Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar..

ps. atendendo a pedidos, mais um capitulo das músicas apaixonadas.
ps2. Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Crianças a solta

Segunda feira pela manhã percebi, ao abrir meu facebook, um monte de notificações de pessoas trocando suas fotos de perfil por desenhos, quadrinhos e figuras infantis.Pensei comigo: Meu Deus! Meus amigos enlouqueceram...tô dentro!

No mesmo instante troquei minha imagem por um clássico de minha infância, adolescência que me acompanha até hoje. Está lá Shyriu de Dragão, meu Cavaleiro do Zodiaco preferido, ao lado de seu amigo Jyraia, Monica, Thundercats, Bananas de Pijama e tantos outros ícones que exemplificam tão bem o lado criança de cada um.


Outubro contagiou a todos com seu gás hilariante infantil e trouxe a tona um sentimento saudosista. Isso me faz lembrar de minha época do colégio. Não tenho vergonha de dizer que até meus 15 anos brinquei com bonequinhos (nome infantil para "Action Figures") fazendo com a boca barulho de raios socos e diálogos heroicos. Na época, isso era chamado de "criancice" pelos meus colegas de aula, afinal, o bom era ser grande, ir nas reuniões dançantes com abrigos que pareciam pijamas e dançar com a vassoura até tarde da noite tipo 22h.

Reunião dançante ou bonequinhos, não faz a mínima diferença, depois de adulto nada disso volta. Tudo que nos resta é olhar para trás e sorrir, e nunca deixar nossa criança morrer. Para os mais duros, que tiveram uma infância difícil, ou para os que não dão de comer a criança interior, eu sugiro uma terapia de choque. Terapia de auto choque, seguido de algodão doce, montanha russa e um sorriso leve junto ao travesseiro no final do dia.

Viva outubro, o mês da criança de cada um!


Leia escutando:
http://www.kleitonekledir.com.br/parouimpar/

Eu não sei na verdade quem eu sou - Teatro mágico
http://www.youtube.com/watch?v=nMa-LoJnd90&feature=related

Folia no meu quarto - Teatro mágico
http://www.youtube.com/watch?v=voKRT5ZzBFc

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Chão de Nuvens

A vida passa
Passo a passo
Cada passo
No compasso de um espaço

Tão curto e firme eu ultrapasso
O vento leve que me leva ao espaço
Aonde o chão se torne nuvens como um laço
Em compasso, com o passo do espaço

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Pois eu sou o amor

Jamais deixarei de lutar
Nem mesmo se eu tivesse o poder de saber o futuro
E prever o cair das estrelas
Nada, mas nada, me impediria
Pois eu sou humano
Pois eu sou o amor
O universo inteiro brotando de um só corpo
Mesmo que eu caia ,mesmo que eu caia 1000 vezes
Eu tornarei a me levantar
Pois nenhuma tempestade é capaz de durar para sempre
Eu sou paixão 
Eu sou vida e emoção
Sou o braço forte que levanta, carrega e estendo a mão
Eu sou um humano incompleto
Buscando no incerto entender o que é secreto
É isso que leva minha vida
É isso que leva meu ser
Pois eu sou o amor


quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Meu 1º pré release

Jogo Magic desde 2007 e confesso que nunca dei muita bola para modelos de jogo, edições e todas essas coisas. Comecei a jogar com meus primos em um feriado chuvoso na serra, deck emprestado, debate de regras e toda essa função de quem esta começando. Na mesma semana comprei meu 1º deck. Era um da Frente Fria, branco e azul que na caixinha vinha a figura do Darien, Rei de Kjeldorn. Pra encurtar a missa, joguei, joguei e joguei mais. Mas mesmo assim, nem ai para as malditas edições, tudo que eu queria era montar meu grimório tranquilo e me divertir.

Passaram os anos e o circulo de jogatina aumentou. Com a insistência de meus amigos e a curiosidade pelos tais lobisomens e cards de dupla face, resolvi olhar as cartas da nova edição Innistrad. Obviamente, já anotei as cartas e sai montando possibilidades de decks.

Como é de prache, cada lançamento tem o seu campeonato de pré release. O fato de competir em algo que, para mim, é só divertimento não me anima, porém, um dos amigos da Magiquera (Marcelo Moura) e meu primo (Ivens do Canto) me encheram tanto o saco para participar que eu resolvi participar.
Não consigo imaginar um domingo mais divertido do que foi o pré release. Ao contrário do que eu imaginava, conheci muita gente legal, que leva o jogo como tem de ser, um jogo, uma brincadeira. Um bando de nerd virando carta de mana, negociando criaturas de nome esquisito e dando muita risada faz do domingo de qualquer um.

Enfim, uma experiência muito bacana que mudou minha visão sobre o Jogo e seus jogadores. Agora estou ansioso para os próximos blocos da edição para poder experimentar de novo toda essa mágica.

Celular

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Memórias de uma 50mm dia 46


Memórias de uma 50mm - Lenda dos 10 dragões
(46º 26/09/2011 - 00:00)


Lenda dos 10 dragões.
Dromar o Banidor, Treva a Renovadora, Crosis o Purgador, Rith o Incitador, Darigaz o Ígneo,
Intet o Sonhador, Numot o Devastador, Oros o Vingador, Vorosh o Caçador, Teneb o Ceifador

sábado, 24 de setembro de 2011

Memórias de uma 50mm dia 45


Memórias de uma 50mm - Cidade de Garrafa
(45º 23/09/2011 - 19:18)


Tudo ou nada

Voltas e voltas num mesmo lugar
Todos somos iguais estranho entre nos mesmos
Mulheres, Deuses orbitais
Do mesmo cosmo sentimento
Por nada sempre encontramos
Sem querer conquistamos

Um dia nos sentimos molhados
Vitmas do mundo escolha própria de ficar sozinho
Um dia nos sentimos molhados
Vitmas do mundo escolho ficar sozinho

Sexo, amor, colo, possessão
Tudo que gira é tão irreal
Pura rotina
Vivemos tudo por nada e nada
Nada e nada mais

Num piscar de olhos posso te ter
E num dia qualquer te perder
São voltas e voltas num mesmo lugar
Correndo fugindo voltando
Dos mesmos versos me trouxeram até aqui 
Vitimas do mundo escolho ficar sozinho 

É tudo jogo de amor e vida
Tudo ou nada você e eu  Pura rotina Viva tudo por nada e nadaNada e nada mais

Música minha de 2004 que eu tocava com o Glóbulo Azul

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Casual


Às vezes me da saudade
Vezes vontade viver
Tem dias que quero correr
Em outros não paro de comer

Sou sabido, cientista, floreiro, atleta e até bagunceiro
Sou de tudo depende do caso
Depende da vida, do dia, do acaso

Segunda eu coloco gravata
Na terça batina e chapéu
Quarta feira, vampiro noturno
Na quinta, herói de papel
Sexta feira a noite é uma criança
No sábado, Dobok e luva
E domingo passou, meu bem

Sou sabido, cientista, floreiro, atleta e até bagunceiro
Sou de tudo, depende do caso
Depende da vida, do dia, do acaso

Eu critico a minha paciência
Não tolero desobediência
Minha cabeça não me obedece
Sou um filho do dia casado com a noite
Sou pai do criado mandado do acaso
Companheiro alistado
De quem puder me sorrir

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Memórias de uma 50mm dia 44


Memórias de uma 50mm - Torrada torrada
(44º 13/09/2011 - 09:47)


sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Memórias de uma 50mm dia 43


Memórias de uma 50mm - Exame
(43º 09/09/2011 - 14:25)


Amanhã, 1ª etapa do exame para faixa preta.

FeedBack - O alimento da alma

Na Wikipedia, "feedback (retorno de informação ou, simplesmente, retorno) é o procedimento que consiste no provimento de informação a uma pessoa sobre o desempenho, conduta, ou ação executada por esta, objetivando reorientar ou estimular comportamentos futuros mais adequados."

A ainda quem pense que é apenas um nome bonito para permitir a outros xingarem, e minimizarem os outros apenas para alimentar seu ego. Aos que pensam assim, e aos que fazem desta palavra este recurso de maldade, eu digo que suas almas e corações são tão fracas e medrosas que não são nem capazes de olhar para si mesmos, muito menos de receberem retornos positivos ou negativos de quem quer que seja.

Na minha opinião, feedback é a arte de alimentar almas. É a palavra do fundo do coração para nossas almas, com o simples intuito de crescimento. Enfim, qualquer pedaço de alma passado desta forma tem a finalidade de agregar, basta sermos sensíveis o suficiente para aceitar o alimento da alma e permitir seu crescimento.

Em um mundo de almas livres podemos crescer juntos ao receber e compartilhar o que temos de melhor e o que pode ser melhorado.



segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Serberus


Memórias de uma 50mm dia 42


Memórias de uma 50mm - Bailarina Mágica
(42º 05/09/2011 - 15:05)


A foto não é de hj, é da semana passada, do Show do Teatro mágico.
Mas como fiquei a semana td absurdamente ocupado e gostei mt dessa, 
meti essa mesmo!

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Pensamentos masculinos

Durante apenas um dia eu gostaria de dar para as mulheres o poder de ouvir o pensamento de seus parceiros. Imaginem o caos que isso iria gerar em uma relação. Afinal, não existe homem que não olhe para bundas e decotes alheios. É só botar uma golinha mais folgada e uma calça mais apertada que sempre vai ter um macho para olhar e ter um pensamento obsceno

Esse tipo de atitude é instintiva, predatória e não significa porra nenhuma na vida de um homem. O máximo que vai acontecer é ele comentar com os amigos, enquanto toma cerveja, sobre a boazuda que viu no supermercado outro dia.

Então por que diabos dar as mulheres o poder de ouvir o nosso pensamento por um dia?

Ouvir os pensamentos masculinos serviriam para que cada mulher entenda a importância que tem na vida do homem. Assim como as bundas passam, indiferentes, empurrando carrinhos no super, elas passam e se vão com a mesma indiferença em nossas cabeça. Porém, aquelas mulheres que reclamam nossa atenção e nos querem por completo conseguem o feito de sair de nossos pensamentos e se transformarem em sentimento, fazendo importância real ao nosso lado.

Este é o único pensamento que deve ser ouvido.
Pensamentos verdadeiros são aqueles que escapam das arestas de nossos cérebros, fogem do controle, tomam lugar em nossas vidas e nos fazem sentir vivos.


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Memórias de uma 50mm dia 41


Memórias de uma 50mm - Plano de fundo
(41º 25/08/2011 - 12:05)



Não, não é um BG, é o que restou do monitor do meu note
depois de cair uma prateleira em cima...

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Memórias de uma 50mm 40


Memórias de uma 50mm - Fumaxx
(40º Fumaxx - 22/08/2011 - 19:00)


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

As faixas do amor

Para quem não sabe, eu sou praticante de Taekwondo e estou me preparando para fazer exame de faixa preta no final do ano. Durante um dos treinos desta semana, um colega meu fez um comentário que me fez refletir. Durante um exercício, o qual eu estava tendo dificuldades, ele disse: "Não adianta, cada um vai ser bom em algumas coisas e em outras não."

No dia seguinte parei para pensar. Quando começamos a treinar uma arte marcial temos o impeto de querer ser bom em todos os quesitos. No começo até conseguimos, pois a matéria é menor e somos mais novos, cheios de energia. Conforme vamos avançando nas faixas e vamos amadurecendo nossas técnicas e mentes, nos damos conta que é muito difícil ser pleno em todos os aspectos. Por muitas vezes o corpo não acompanha a mente e aspectos internos e externos dificultam o treino. O que não impede que sigamos em frente com o aprendizado.

Conforme amadurecemos, aprendemos a tirar o máximo do que temos a oferecer, aprendemos a driblar as dificuldade e encontramos recursos para dar tudo que temos.

Assim também é na vida de quem não pratica uma arte marcial. Quando somos novos, e começamos a nos relacionar, queremos sempre ser o melhor em todos os aspectos. Novamente conseguimos, a paixão permite que sejamos os melhores. Conforme o tempo se vai, e entramos na faixa do amor, já não damos mais conta de tudo. Nas primeiras vezes, assim como nas lutas, bater contra essa barreira é muito frustrante e doloroso.

Como já disse antes, com o passar dos anos nos conhecemos melhor e encontramos recursos para tirar o máximo do que temos. Isso não nos torna completos, mas nos dá a confiança de que podemos amar com tudo o que temos. Mesmo assim, uma vez que outra, ainda irão aparecer aqueles que não acham isso suficiente.

Quando isso acontecer, só nos resta sermos pacientes e esperar para que eles pratiquem e passem para a próxima faixa.


quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Sonho

Quando todos os erros puderem ser perdoados
Iremos voar, e nenhuma dor poderá ser sentida
Será como um mundo sob nossos pés que se esvai em sonhos

Quando nossos pés estiverem cansados
Podemos pintar de vermelho o arco-iris
E em um sonho falar baixinho tudo o que é verdadeiro

O que perdemos é deixado para trás
Quando tudo se vai a sonhar


Pinto pequeno


domingo, 14 de agosto de 2011

Memórias de uma 50mm dia 38


Memórias de uma 50mm - pai
(38º dia - 14/08/2011 - 12:00)


Dia dos pais

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Google muito louco

Na esperança de ganhar alguma coisa, me inscrevi no google adsense, esse mesmo que o blogger oferece.
para minha surpresa recebi um e-mail negando minha inscrição. Nada de errado nisso, era sabido que eu podia ser negado, o que me surpreendeu foi o que estava escrito nos detalhes adicionais.
Confiram a baixo:

"Olá,
Agradecemos seu interesse no Google AdSense. Infelizmente, depois de
revisar sua inscrição, constatamos que não podemos aceitar você no Google
AdSense no momento.

Não aprovamos sua inscrição pelos motivos relacionados abaixo.

Problemas:
- Site de difícil navegação

Detalhe adicional:
Site de difícil navegação: o seu site oferece uma boa navegação e não
possui páginas de acesso restrito, links que não funcionam, número
excessivo de pop-ups, páginas em construção ou que ainda não foram
lançadas."



Estou louco ou não faz o menor sentido?
Os caras me negaram por ter difícil navegação e logo abaixo afirmarem que o site não possui problemas.
Vai entender! 


Enfim eu nem queria mesmo.



quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Memórias de uma 50mm dia 37


Memórias de uma 50mm - auto
(37º dia - 11/08/2011 - 23:10)


Um carrinho de brinquedo em cima da impressora, um abajur e
um livro do correio aéreo Alemão.

Silêncio é bom e conserva os dentes

Quinta feira é o dia que eu acordo mais cedo, logo, é o dia que me sinto mais cansado.
Saio com minha namorada da casa dela no centro às 7:20, pegamos o onibus, ela vai para o trabalho e eu venho para casa, trabalhar também.

Não sei quanto a vocês, caros leitores, mas pela manhã eu sou uma pessoa a ser deixada em silêncio. Gosto de ficar quieto, resumindo meus diálogos a grunhidos, gemidos e suspiros. Só entro em meu estado normal de falatória depois de quase 2h de acordado. Durante este período de castidade verbal, não me irrite, não tente puxar assuntos elaborados e nem fique brabo, é o meu momento de silêncio diário.

Acredito que todos tenham, em alguma hora do dia, esse momento de quietude. Pena algumas pessoas fazerem isto enquanto dormem, e ai ,enquanto estão acordadas, desrespeitam princípios básicos da boa convivência.

Entrei no ônibus e, por milagre, tinha lugar para eu e a primeira dama irmos sentados. Tomei minha postura de silencio, abracei a mochila e apoiei o queixo sobre os braços. Não demorou 1 quadra para aparecer, em meio ao silêncio sonolento do Juca Batista, um malandro escutando música, sem fone, no celular. Eu não tenho nada contra pagode e até gosto de dançar, mas convenhamos, às 7:30 h de uma quinta feira, isso é um estupro ao bom humor matinal de qualquer pessoa.

Como se não bastasse a música alta, os alegres ouvintes ainda cantavam trechos desconexos e desafinados em voz alta em pleno transporte urbano. É muita falta de noção mesmo!
Pra minha felicidade, e para sorte dos donos do dispositivo sonoro, a festa só durou umas 3 músicas.

Só o que me faltava, além de ter que aguentar carros com som alto nas ruas, agora temos que aturar celulares nos ônibus, que é muito pior.

Para esse pessoal que é adepto deste tipo de atitude, fica a dica:
As pessoas que andam ao seu lado, no ônibus, no trânsito ou em qualquer lugar, não querem e não são obrigadas ouvir as suas  músicas. Portanto, comprem um fone de ouvido e baixe o volume de seu "bate estaca" no carro, esse tipo de atitude não vai fazer de você mais legal e muito menos aumentar seu pênis.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

As músicas mais apaixonadas 7


Por tudo que for - Lobão
E depois,
A luz se apagou
E eu não consigo mais ficar sozinho aqui
Sem você é tão ruim, não tem sentido, prazer
Não há nada
Por favor,
Não me interpreta mal
Eu não queria nem devia te magoar
O vento vem, o tempo vai
Passa por mim meio assim, meio assim devagar
Vou dormir sentindo
O que a solidão pode fazer
Há um ser ferido, por saber que o erro era meu (2x)
(só meu)
Já passou,
Agora já passou
Mas foi tão triste que eu não quero nem lembrar
Ver você, ter você
E querer mais de nós dois não tem nada demais
E pensar
Você aparecer
Pela janela tão bonita de manhã
Vem pra mim e não vai mais
Me abraça, me abraça, me abraça
Por tudo que for...

Memórias de uma 50mm dia 36


Memórias de uma 50mm - chuva guardada
(36º dia - 08/08/2011 - 17:15)


sexta-feira, 5 de agosto de 2011

A espera da Lua

Que venham as luas
Estrelas de chuva
Molhando a grama
Muita gente ou só uma

Que apaguem as luzes
Os ventos os conselhos
Se fecham os olhos
Em uma noite de chuva

Sozinho andando
Em meio a multidão
Escondendo quem sabe ou
procurando uma emoção

Os pingos de chuva
Ao bater no chão
São notas que formam
Um hino de solidão

Que passe o tempo
A saudade e a angústia
Que os olhos se encontrem
Em uma noite de lua

Veio a chuva forte, tempestade
Que fez fechar os olhos e fugir
A espera da lua

06/08/2006

ps. Me dei conta de quanta coisa velha tenho escrita. Vou postando aos poucos.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Memórias de uma 50mm dia 35

Memórias de uma 50mm - Light
(35º dia - 04/087/2011 - 20:39)


O legado de uma Tampa

Alguém já se perguntou as utílidades de uma tampa?
Pode ser qualquer tampa, refri, Nescafé, margarina, de ferro de plastico ou papel, qualquer peça que
seja capaz de tampar um recipiente.

Quando eu era apenas um pequeno aglomerado de barriga e cabelos cacheados, eu costumava, todas as vezes que ia visitar minha avó, tomar banho de banheira. Ela tinha uma banheira de mármore branco, que para mim parecia uma piscina aonde eu mergulhava nos 20cm de água morna depositados no fundo claro do mármore sem fim de minha infância. O caso aqui era que minha avó tinha uma sacola de brinquedos que ela jogava na água para deixar o banho mais divertido. Entre todos patinhos e bichinhos de borracha o brinquedo que eu mais gostava era um Super Herói vermelho composto por apenas uma tampa de Nescafé. Minha imaginação era capaz de enxergar uma capa brilhante e poderes em uma super tampa de café solúvel que acabava com os malvados bichinhos de vinil.

Anos depois, a tampa perdeu os poderes e arranjou um emprego de guardião de um pote transparente que era usado para proteger balas de goma das formigas em cima da geladeira. Um emprego digno de um antigo Super Herói, que mantem intacta a integridade dos doces.

Posso citar outros exemplos, mas acho que não é necessário, afinal, todo mundo que já foi criança jogou "tampim cross" na areia de uma pracinha e usou uma tampa de margarina presa na roda da bicicleta para fazer barulho.

Deixo as tampinhas, tampas e tampões por aqui, na esperança que as próximas crianças consigam ver além de seus monitores e continuem o legado reciclável da criatividade.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Verdade

Todos os dias nos deparamos com escolhas e diferentes verdades a seguir
Todas as horas nos perguntamos que verdade é essa que tende a construir, destruir e reformar nossas vidas
E nos indagamos sobre nossa própria existência
Sabe...Eu penso
Eu penso, e por isso me encontro em um estado pleno de existência
E eu sei ....eu “sei que nada sei de tudo o quanto eu sei”
E olhamos a nossa volta
E vemos o universo de coisas que nos rodeiam
Percebemos a universal essência comum a todos esses....troços
E finalmente percebemos a perfeição imposta no mundo
E que perfeição é essa se não a divina existência de um Deus
Já dizia Agostinho com sua fé cristã inabalável
que “Aquilo que a verdade descobrir não pode contrariar aos livros sagrados”
Porém....como encontrar o caminho da verdade se não filosofando?
Como fazer a verdade ugir se não fizermos falar o silêncio?
Eu não sei....
apenas o que eu posso dizer é :
Verdade...verdade essa total e absoluta em seus meios...não existe
Mas posso versar
Versar que verdade jamais será uma só
Quer seja verdade para mim ou mentira pra você
Verdade ....é matéria mutável
E cada um faz e acredita nela como quiser 

Texto para cadeira de Filosofia 
30/10/2002

domingo, 31 de julho de 2011

Memórias de uma 50mm dia 34

Memórias de uma 50mm - Janela embaciada
(34º dia - 31/07/2011 - 12:40)


quinta-feira, 28 de julho de 2011

Memórias de uma 50mm dia 33

Memórias de uma 50mm - Nerd Spirit
(33º dia - 28/07/2011 - 12:10)



Homenagem a meu amigo Jean, que me presenteou com muitas cartas. Gostei muito valeu!!

Pra quem não sabe, esse é o clássico pacifismo "cuecão", além do efeito da carta no jogo tem o efeito moral, afinal, tem um cara de ceroula dando uma banda.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Memórias de uma 50mm dia 32

Memórias de uma 50mm - Bergamota
(31º dia - 25/07/2011 - 17:17)


O sol saiu, ele pega na sala
Minha mãe come bergamota no sol
Portanto ela está na sala